Moradores sofrem com racionamento de água no Sul de Minas

0 comentários

(18/09/2014) Com a falta de chuva, moradores de algumas cidades do Sul de Minas estão sofrendo com a falta de água. Em Ouro Fino, a prefeitura publicou na página oficial do município um comunicado informando que a cidade está racionando água. No entanto, o Departamento Municipal Autônomo de Água e Esgoto (Dmaae), responsável por abastecer a cidade, desmente a informação alegando que o que está sendo feito é apenas uma economia de água.

“Nós iniciamos um rodízio exatamente para prevenirmos um racionamento. Por isso estamos fazendo rodízio em determinados bairros. Regiões onde o consumo é alto nós fechamos o reservatório para evitar que haja desperdício e para acumular água no nosso reservatório”, defende o diretor do Dmaae, Edson Batista Gomes.

Vários bairros da cidade já ficaram sem água. Existem quatro pontos de captação no município, mas as nascentes estão sendo prejudicadas pela falta de chuva. Ainda de acordo com o Dmaae, a captação em Ouro Fino costuma ser de seis milhões de litros por dia, mas caiu para 3,5 milhões por conta da estiagem. Com isso, o racionamento não está descartado. “Se o período de estiagem se prolongar pode ser que aconteça racionamento", completa Gomes.

Lavras
Outra cidade da região que também sofre os efeitos da estiagem é Lavras. A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que, com o baixo nível dos mananciais, a captação diminuiu 15% e foi necessário interromper o abastecimento de água de alguns bairros pra manter o fornecimento de toda a cidade em períodos predeterminados. Pelo menos 42 bairros são atendidos apenas em um período do dia.

“É uma prevenção para evitar o desabastecimento. A vazão dos rios está muito baixa, mas não é considerado racionamento porque a cidade está sendo abastecida como um todo. A situação não é crítica, está sob controle e o procedimento vai ser adotado por cerca de três dias. Havendo resposta positiva podemos cancelar isso na próxima semana”, explica o coordenador da Copasa, José Marcílio Dias Carvalho.

Projeto de lei modifica plano de carreira da educação municipal

0 comentários

(18/09/2014) A Prefeitura de Varginha encaminhou para a Câmara Municipal projeto que trata sobre o plano de carreira do magistério do município. O projeto adequa o Plano de Carreira do Magistério do Município de Varginha, aos termos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, complementando-o com benefícios aos profissionais da educação no efetivo exercício de suas atividades.

Os cargos e funções do Magistério do Município de Varginha, aos quais se aplicam o Plano de Carreira são os de Educador Infantil,  Professor,  TNS/Pedagogo/Supervisor Pedagógico, TNS/Pedagogo/Orientador Escolar,  TNS/Pedagogo/Psicopedagogo, Coordenador Pedagógico, Diretor de Centro Educação Infantil,  Diretor de Escola, Vice-Diretor de Escola, Vice-Diretor de Centro de Educação Infantil. Entende-se como Coordenador Pedagógico o profissional da educação que atua na função de Encarregado de Serviço de Coordenação e exerce funções de coordenação, planejamento e assessoria pedagógica.

Jornada de trabalho
Dentre as ações complementares do Plano, o projeto encaminhado à Câmara contempla a instituição no sistema educacional municipal 1/3 de “atividade extraclasse”, que será calculado sobre a carga horária de trabalho semanal estabelecida aos educadores e professores do magistério.

As atividades extraclasse a que se refere compreendem as de capacitação, planejamento, avaliação e reuniões, bem como outras atribuições específicas do cargo que não configurem o exercício da docência, sendo vedada a utilização dessa parcela da carga horária para substituição eventual de professores.

A jornada de trabalho obrigatória correspondente a um cargo de Educador Infantil e de Professor da Educação Básica compreenderá respectivamente a  40 horas semanais para o Educador Infantil, 20 horas/aulas semanais, dividida em módulos/aula de 50 minutos cada para o professor Nível PI e PII da Educação Infantil e ensino fundamental anos iniciais (de 1º ao 5º ano), no efetivo exercício da docência, e 20 horas/aulas semanais, dividida em módulos/aula de 50 minutos cada para o professor Nível PII do ensino fundamental anos finais (de 6º ao 9º ano).

O Professor PI e PII deverá cumprir sua carga horária em outra escola, na hipótese de não haver aulas suficientes para o cumprimento integral da carga horária a que se refere o inciso II deste artigo na escola em que estiver em exercício, podendo inclusive assumir outras disciplinas compatíveis com a formação exigida para o cargo para a qual foi concursado.

Ressalta-se que as jornadas de trabalho de que tratam os incisos II e III do “caput” deste artigo poderão sofrer extensão até o limite de 24 horas/aulas semanais, divididas em módulos de 50 minutos cada, desde que assim deliberado pela Secretaria de Educação e aceito pelo Professor.

Sobre o período de extensão deverá ser respeitado o 1/3 do extraclasse. Ao assumir extensão de carga horária, o professor fará jus ao “Abono por hora/aula adicional”, que será pago de acordo com o valor da hora/aula e sobre o qual não incidirá nenhuma vantagem e/ou adicional.

Importante considerar que a alteração de jornada não implicará em redução do vencimento base do professor.

Gratificação
O projeto estabelece que a “gratificação de docência” será paga conforme a jornada de trabalho do professor, limitado tal pagamento a 20 horas/aula semanais, incluídos neste limite de jornada o tempo de docência acrescido do tempo de extraclasse.

Para o Professor PI, que por força de readaptação não realiza atividades específicas da docência, a carga horária semanal será de 20 horas relógio. Os vencimentos dos Professores PI e PII serão calculados tendo como base o valor da hora/aula adotado pela Prefeitura do Município de Varginha.

Os docentes em exercício que, na elaboração do horário escolar, ficarem sujeitos a intervalos (janelas) de 50minutos, não farão jus ao recebimento da importância correspondente a esse intervalo.

Como estímulo ao trabalho do Docente e do TNS/Pedagogo designado pela Secretaria Municipal de Educação para realização de trabalhos de coordenação pedagógica, fica concedida uma Gratificação de 20% (vinte por cento) incidente sobre o vencimento base.

Entretanto a gratificação de que trata este artigo não se incorpora à remuneração para nenhum efeito e não é cumulativa com aquelas previstas no artigo 51 da Lei Municipal nº 3.250/99.

Abertas inscrições para prêmio de boas práticas em gestão do trabalho

0 comentários

(18/09/2014) Estão abertas as inscrições para o Prêmio InovaSUS-2014, que seleciona e recompensa ações inovadoras em gestão do trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS). O concurso está em sua quarta edição e tem como objetivo estimular a adoção de boas práticas na gestão do trabalho, com a criação de planos de carreira, mesas de negociação (entre gestores e trabalhadores) e programas de avaliação de desempenho.

Os interessados devem acessar o regulamento por meio do site do Ministério da Saúde, e se inscrever até o dia 26 de outubro de 2014, por meio de formulário eletrônico.

Nesta edição, os trabalhos devem abordar os temas “experiências e práticas inovadoras na gestão do trabalho no SUS” – ou seja, agregar qualidade aos processos de trabalho, fomentar conhecimento, produzir benefícios para os trabalhadores do SUS, proporcionar a gestão e o desenvolvimento humano na organização – e “plano institucional de comunicação na gestão do trabalho no SUS”, voltado para estruturar a comunicação externa e interna da instituição por meio do planejamento, implementação, gerenciamento e uso de tecnologias, interagindo com o público interno e externo.

Os 30 primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro, sendo que o primeiro lugar será premiado com R$ 150 mil, o segundo com R$ 130 mil e o terceiro com R$ 120 mil. Já os projetos que ficarem entre a quarta e décima colocação receberão R$ 100 mil, e os demais, até o trigésimo lugar, R$ 50 mil. O secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Hêider Pinto, ressalta a importância de ações federais de estímulo à boa gestão do trabalho nas esferas estaduais e municipais. 

“O InovaSUS é uma iniciativa essencial, pois permite identificar e valorizar medidas voltadas à melhoria das condições de trabalho no SUS. Essas iniciativas passam a servir de referência e incentivo para outras gestões e localidades”, esclarece.

Varginha vai sediar fase estadual dos Jogos de Minas em outubro

0 comentários

(18/09/2014) Varginha receberá pelo segundo ano consecutivo, entre os dias 07 a 12 de outubro, a Etapa Estadual do Minas Olímpica/Jogos de Minas, que reunirá na cidade cerca de 2.300 atletas (masculino e feminino). Mas a movimentação das equipes técnicas e arbitragem já começou.

Nesta quinta-feira, dia 18/09, acontece no Auditório do Centro de Referência do Professor, às 9h, a reunião técnica com representantes das 58 delegações que participarão das modalidades coletivas - basquete, futsal, handebol e vôlei.

“Os Jogos de Minas é a mais tradicional competição esportiva do Estado, com a presença das melhores equipes do esporte mineiro que venceram suas etapas regionais e agora buscam, além do título, vaga para representar o Estado nos JABs – Jogos Abertos”, explicou o Secretário Municipal de Esportes, Toninho Gonçalves.

De volta
No ano passado, depois de 22 anos, o evento voltou a ser realizado em Varginha sendo um sucesso, culminando com a premiação de Melhor de Minas na categoria sede.

Faculdade de Direito abre inscrições para o Vestibular 2015

0 comentários

(18/09/2014) Em 1964, iniciou-se a criação da Faculdade de Direito de Varginha. Durante os seus 50 anos de história, a Fadiva formou inúmeros profissionais da área jurídica que são destaques no poder judiciário, em cargos públicos, autônomos ou setores privados.

Atualmente, a instituição recebeu três estrelas no Guia do Estudante, tem nota cinco no MEC e é a melhor Faculdade de Direito de Varginha e Região pelo Ranking Universitário da Folha.

A Fadiva crê, fielmente, que a missão de educar é especial e que educar é poder conduzir o ser humano ao conhecimento e ao cultivo da própria identidade.

Inscrições
As inscrições para o vestibular vão até o dia 16 de outubro. Mais informações no site: www.fadiva.edu.br.

Ideb mostra contraste entre escolas estaduais de Varginha

0 comentários

(18/09/2014) Em Varginha, metade das escolas estaduais conseguiu atingir a projeção prevista no Ideb no Ensino Fundamental II para 2013. Destaques para as escolas estaduais Pedro de Alcântara e Deputado Domingos de Figueiredo (Industrial). No geral, a cidade obteve índice de 4,5 superando o índice previsto de 4,4.

Considerando-se alunos do 6º ao 9º anos, o Fundamental II, das 12 escolas estaduais que participaram, seis conseguiram cumprir as metas estabelecidas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb.

As escolas Afonso Pena, Coração de Jesus, Deputado Domingos de Figueiredo, Pedro de Alcântara e Professor Antônio Domingues Chaves conseguiram igualar ou suplantar o determinado pelo Ministério da Educação – MEC para 2013.

Com índice de 5,4, a Pedro de Alcântara conseguiu o índice mais alto dentre as estaduais de Varginha superando o previsto para 2015. Mas o destaque é a Domingos de Figueiredo. O Ideb de 5,3 superou a meta projetada para 2019.

Três escolas estaduais não conseguiram cumprir as metas do MEC: a Gabriel Penha de Paiva, a Aracy Miranda e a São Sebastião. E outras três não tiveram seus índices divulgados. A explicação do site do Inep é o baixo número de alunos participantes.

Um caso especial é o da Escola Estadual São Sebastião, no Bairro Padre Vítor, que não tem cumprido as metas projetadas pelo Ideb desde 2007.

Na São Sebastião, o índice projetado para 2013 era de 4,1. A escola conseguiu 2,5. Em 2011 o índice foi 2,0, quando deveria ter conseguido 3,7. Em 2009 e 2007, o desempenho da escola também não foi suficiente para o cumprimento das metas projetadas.

Entenda as metas de qualidade

O Ideb foi criado pelo Inep em 2007, em uma escala de zero a dez. Sintetiza dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: aprovação e média de desempenho dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb e a Prova Brasil.

A série histórica de resultados do Ideb se inicia em 2005, a partir de onde foram estabelecidas metas bienais de qualidade a serem atingidas não apenas pelo País, mas também por escolas, municípios e unidades da Federação.

A lógica é a de que cada instância evolua de forma a contribuir, em conjunto, para que o Brasil atinja o patamar educacional da média dos países da OCDE.

Em termos numéricos, isso significa progredir da média nacional 3,8, registrada em 2005 na primeira fase do ensino fundamental, para um Ideb igual a 6,0 em 2022, ano do bicentenário da Independência.

Concurso de Plano de Negócios mobiliza alunos do Grupo Unis

0 comentários

(17/09/2014) Mais de 180 alunos do Grupo Educacional Unis vão participar da primeira edição do Concurso de Plano de Negócios. Criado pelo NeUnis, o Núcleo de Empreendedorismo do Grupo Unis, o objetivo do evento é estimular a cultura empreendedora entre os alunos.

Cerca de 60 equipes apresentaram suas propostas empreendedoras. E para preparar ainda mais os envolvidos, o Sebrae está realizando diversas oficinas e capacitações. O consultor Arrison Nogueira falou com os alunos sobre “Oficina Plano de Negócios”. O outro tema a ser abordado ainda este mês será “Análise de Viabilidade Financeira” com o Consultor Paulo Sarto.

“Estas são algumas das iniciativas para facilitar o trabalho de nossos alunos, além de ser uma excelente oportunidade de aprendizado”, relata um dos envolvidos no concurso, Prof. Me. Alessandro Messias Moreira. Para mais detalhes sobre o 1º Concurso de Plano de Negócios acesse: http://neunis.unis.edu.br.

Boa sai na frente, mas leva empate no final e permanece em sexto

0 comentários

(17/09/2014) Portuguesa e Boa Esporte entraram em campo na noite desta terça-feira (16/9), no Canindé, em São Paulo, com objetivos distintos. Enquanto a Lusa tinha a reestreia do técnico Vagner Benazzi (quinto a treinar a equipe em 2014) para tentar fugir da zona de rebaixamento, o Boa queria se aproximar do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

Os times fizeram um duelo truncado e de poucas oportunidades. Em contra-ataque, o Boa abriu o placar aos 38 do segundo tempo, com Morato. Luciano Castán, aos 44, subiu mais que a zaga adversária e evitou mais uma derrota dos donos da casa: 1 a 1.

Com o resultado, a Portuguesa chegou aos 18 pontos, mas permanece na 18ª colocação. Já o Boa Esporte foi aos 35, seguindo na sexta posição da Série B, a quatro pontos do G-4.

Na próxima rodada, a Lusa viaja a Natal para enfrentar o América-RN, na Arena das Dunas, sexta-feira, às 19h30 (de Brasília). Já o Boa Esporte recebe o Paraná, no estádio municipal de Varginha, sábado, às 21h.

A partida
O Boa Esporte tomou as rédeas desde o início. Com cinco minutos, a equipe de Varginha já tinha desperdiçado duas chances claras de gol. Com o tempo, a Portuguesa conseguiu se encontrar defensivamente e não deu mais espaços ao ataque do Boa. O problema era a bola chegar para os atacantes. Sem muita criatividade por parte das duas equipes, a partida ficou truncada no meio-campo, e o primeiro tempo não teve outras emoções.

Os times voltaram do vestiário com a mesma postura, e o jogo permaneceu morno até os 38 minutos, quando Wellington puxou contra-ataque para o Boa e passou para Karanga, que dividiu com Brinner. Na sobra, Morato soltou a bomba para acertar o ângulo esquerdo de Rafael Santos e fazer um golaço. Desesperada, a Lusa foi para cima. E a pressão deu resultado. Aos 44, Junior Alves levantou bola na área, em cobrança de falta lateral, e encontrou Luciano Castan, que cabeceou no canto esquerdo de João Carlos e igualou o marcador.