Empresas selecionadas começarão a realizar Cadastro Ambiental Rural

0 comentários

(30/10/2014) A partir da segunda quinzena do mês de novembro, os Sindicatos de Produtores Rurais mineiros já deverão contar com os serviços de empresas selecionadas por edital pelo Sistema Faemg para a realização do CAR (Cadastro Ambiental Rural).

Foi concluída, nesta terça-feira (28/10), a capacitação da segunda e última turma composta por profissionais das empresas e seleção técnica para oferecer o serviço aos produtores, atuando dentro das sedes dos sindicatos. Além de orientações sobre as parcerias e responsabilidades, as 31 empresas finalistas estão recebendo instruções teóricas e treinamento prático para o cadastro, ministrados pela Superintendência do Inaes (Instituto Antonio Ernesto de Salvo/Faemg),  com apoio das assessorias Jurídica e de Meio Ambiente da Faemg.

 Segundo a analista de projetos do Inaes, Thyara Ribeiro, a contratação das empresas será opcional para os Sindicatos: “Conduzimos todo o processo de seleção e capacitação de equipes idôneas para que pudéssemos oferecer aos Sindicatos opção de serviço com qualidade comprovada e nivelamento de preço, estabelecidos abaixo dos que vinham sendo praticados. Funciona como uma indicação, mas a contratação é de livre escolha para cada um deles”. Segundo ela, 95 Sindicatos Rurais já aderiram ao termo de cooperação, o que comprova o interesse.

 Apesar de a parceria centralizar o trabalho nos Sindicatos, as empresas também realizarão o cadastro para produtores não sindicalizados. “Nosso objetivo é possibilitar realização do cadastro de todos os produtores mineiros, com custo acessível e credibilidade nas informações. Além disso, acreditamos também que a oferta do serviço servirá para aproximar os produtores das representações regionais, conhecendo os benefícios do sistema sindical rural”.

 As empresas capacitadas pelo programa permanecerão atuando junto aos Sindicatos até que todas as demandas pelo cadastro sejam atendidas no estado. O prazo para que todos os produtores rurais se cadastrem no CAR era de um ano a partir de sua instituição (em maio de 2014), podendo ser prorrogado por ainda mais um ano.

Ciacci pede ampliação de pontos de venda de cartões da Área Azul

0 comentários

(30/10/2014) No intuito de facilitar a vida dos motoristas que utilizam o estacionamento rotativo no centro da cidade, o presidente da Câmara de Varginha, vereador Leonardo Ciacci, está solicitando à Prefeitura que amplie os pontos autorizados de venda dos cartões da Área Azul. 

“Já fui procurado por diversas pessoas que reclamam ter estacionado o veículo bem cedinho, antes do horário de funcionamento da Área Azul, portanto não havendo possibilidade de adquirir o cartão e quando retornou, havia sido multado. Então acredito que se facilitarmos para os munícipes a compra desses cartões, problemas como esse podem ser minimizados”, explicou o vereador.

De acordo com Leonardo Ciacci, a proposta também deve beneficiar o comércio, já que as pessoas ao entrarem no estabelecimento para adquirirem o cartão podem consumir outro produto que esteja necessitando. 

“É uma ação que beneficia a todos, seja comerciante, motorista e até mesmo à Prefeitura. A sugestão é que se amplie os locais e também os horários de venda. Uma opção de estabelecimento que podemos citar é a Rodoviária, que fica aberta 24 horas e facilitaria bastante a aquisição do cartão, até mesmo para pessoas que são de fora de Varginha”, concluiu o vereador.

Samu: falta de médicos adia a inauguração em Varginha

0 comentários

(30/10/2014) A inauguração do Samu do Sul de Minas previsto para esta sexta-feira (31) foi novamente adiada por prazo indeterminado. A Nota Oficial do Cissul/Samu diz que faltam médicos para a Central de Regulação e para as ambulâncias.

Chamado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas – Cissul, como “o maior do Brasil”, o Samu sofre agora seu segundo adiamento. A implantação começou em 2010 com a chegada de 15 ambulâncias em Varginha que acabaram ficando três anos paradas e foram devolvidas.

Toda a estrutura está pronta, desde a central em Varginha até as 42 bases em outras cidades do Sul de Minas. A previsão é atender 153 municípios pelo telefone 192.

Anteriormente, a inauguração estava prevista para 1º de outubro. Na primeira Nota Oficial, datada de 25 de setembro e assinada pelo presidente do consórcio, João Paulo Ribeiro, o motivo do adiamento foi o Governo de Minas. Segundo o petista, que também é prefeito de Monte Sião, não foi feito o repasse de cerca de R$ 1,9 milhões em agosto como previsto. O dinheiro foi depositado em 25 de setembro.

Para este segundo adiamento, a justificativa é a falta de médicos. Houve licitação para preencher 106 vagas, mas apenas 40 cargos foram ocupados. O salário de R$ 5.039,00 por 24 horas semanais não é atrativo, segundo o presidente do Cissul/Samu, João Paulo Ribeiro.

Além do baixo salário para os médicos, a Nota Oficial culpa ainda o Governo do Estado que não estaria repassando para os hospitais credenciados pela Rede de Urgência e Emergência o “incentivo financeiro de custeio”. O atraso no caso seria de 60 dias.

Como foi idealizado

O sistema contempla 153 municípios, divididos em 12 microrregiões de saúde, todas organizadas na macrorregião Sul, e vai atender aproximadamente quatro milhões de pessoas. Por essa razão está sendo considerada a maior do Brasil em termos de atendimento. Sua sede Central Operativa fica em Varginha, no Parque Boa Vista.

O custo para a manutenção de toda a rede de urgência e emergência será rateado entre municípios da macrorregião, governo estadual e federal. Em princípio, previa-se que o serviço seria inaugurado no início de 2014.

Em nove cidades ficarão as bases de Unidade de Suporte Avançado. São elas Alfenas, Itajubá, Lavras, Passos, Piumhi, Poços de Caldas, Pouso Alegre, São Lourenço e Varginha.

Outras 34 ambulâncias ficarão nas chamadas Unidades de Suporte Básico. As cidades responsáveis são: Aiuruoca, Alfenas, Boa Esperança, Cambuí, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Cássia, Caxambu, Delfinópolis, Extrema, Guapé, Guaxupé, Itajubá, Lambari, Lavras, Luminárias, Machado, Nepomuceno, Nova Resende, Ouro Fino, Paraisópolis, Passos, Piumhi, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Santa Rita de Caldas, Santa Rita do Sapucaí, São Gonçalo do Sapucaí, São Lourenço, São Roque de Minas, São Sebastião do Paraíso, Três Corações, Três Pontas e Varginha.

Centro de Oncologia fecha Outubro Rosa com atividades esta semana

0 comentários

(30/10/2014) Encerrando as atividades do Outubro Rosa, mês dedicado a luta contra o câncer de mama, o Centro de Oncologia do Hospital Bom Pastor,  promove diversas atividades durante esta semana.

Ontem, quarta-feira, 29/10, foram ministradas as palestras “Câncer de Mama, Mitos, Verdades e Tratamentos”, com o fisioterapeuta Rafael Junqueira Pereira, e “Cuidando das Emoções, Adaptando-se às Mudança”, com a psicóloga Franciane Lopes Christie.

Nesta quinta-feira, 30/10, a partir das 10 horas, acontecerá no Centro de Oncologia a apresentação de vídeos e fotos de toda a Campanha, e das 10h às 14h, na sede do Lions Clube, que fica na rua de trás do Hospital Bom Pastor,  pacientes, apoiadores e toda comunidade poderão participar do “Dia da Beleza”, com maquiagem, manicure, corte de cabelo para confecção de perucas, aula de zumba e de dança do ventre.

 Finalizando, às 14h, na sede do Lions Clube, haverá curso de amarração de lenço, e às 15h, fechando a programação, o Coral dos Aposentados de Varginha fará um apresentação no Centro de Oncologia. Um abraço em torno do Hospital Bom Pastor encerrará as atividades.

Cemig alerta para consumo de energia em aparelhos em stand by

0 comentários

(30/09/2014) A eletricidade consumida por aparelhos eletrônicos no modo stand by ou espera pode representar um acréscimo de até 15% na conta de energia. Por isso, a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig informa aos seus clientes que medidas simples podem gerar economia e, principalmente, evitar este tipo de desperdício.

Segundo o engenheiro de Soluções Energéticas da Cemig, Leonardo Resende Rivetti, equipamentos que as pessoas costumam ter em casa, como DVDs ou Blu-Rays, receptores de TV por assinatura, computadores, televisão, dentre outros, podem ficar ligados em modo de stand by 24 horas por dia, e a soma do consumo destes equipamentos, mesmo em “modo de espera” certamente eleva o valor da conta no final do mês.

“Se você deixa um equipamento ligado desnecessariamente, está desperdiçando energia. Em stand by, os aparelhos consomem menos do que em uso normal, é como uma torneira pingando 24 horas. Para economizar é necessário que o consumidor desligue ou retire o equipamento da tomada. Vale ressaltar, ainda, que os equipamentos mais antigos consomem mais, no modo de espera, do que os mais modernos”, afirma.

Atualmente, os receptores de TV por assinatura são os que mais consomem energia no modo stand by.  Assim, apenas com o simples ato de desligar os aparelhos da tomada interrompe esse consumo dispensável.

“Não há dúvida de que a mudança de hábito é a melhor maneira de se evitar o consumo desnecessário. Se o consumidor sabe que vai ficar muito tempo sem usar a TV, não custa nada desliga-la. Também é importante não deixar o micro-ondas só por causa do relógio digital ou o carregador de celular conectado sem necessidade à tomada”. Qualquer economia, o Planeta agradece, destaca Rivetti.

Sustentabilidade
Leonardo Resende Rivetti ressalta, ainda, que as simples mudanças de comportamento podem impactar positivamente para o meio ambiente. “Toda economia que fizermos no presente certamente será importante para as gerações futuras”, comenta.

Escritor varginhense lança primeiro livro na próxima semana em BH

0 comentários

(30/10/2014) Publicar um livro pode parecer um sonho distante para um escritor de primeira viagem. Os custos de produção e a competitividade do mercado podem ser desestimulantes, mas o varginhense Leonardo Beltrão apostou no público e conseguiu – por meio de uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) – viabilizar o seu primeiro livro, A festa do adeus, que será lançado no dia 4 de novembro, às 20h, no Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

 A escrita do livro se iniciou há três anos, mas foi uma viagem pelo mundo, durante um ano, que permitiu ao autor a sua finalização. Em 2013, Beltrão desligou-se das atividades profissionais como gestor cultural e transitou por diversos países na Ásia, na África e na Europa. E foi justamente na estrada – na companhia de diferentes sons, cheiros, cores e sabores – que nasceu esse A festa do adeus. E foi também durante a viagem, ainda longe de casa e ciente das dificuldades de captação de recursos pelas vias tradicionais, que lançou a campanha de crowdfunding, por meio da plataforma da empresa Variável 5.

“Carreguei o livro por diversos países da Europa e da Ásia, mas foi em Rishikesh, à beira do sagrado Rio Ganges na Índia, que tirei o rascunho da bolsa e terminei a escrita. Quando decidi lançar a campanha, eu estava no Camboja. Depois passei por Marrocos e acabei atingindo a meta dos recursos quando estava na Espanha”, revela o autor. 

“Como fiz toda a campanha à distância, as minhas únicas ferramentas eram as redes sociais e o contato telefônico com amigos e familiares. A campanha estava indo bem, mas, na última semana, ainda faltava mais ou menos 60% dos recursos. Foi quando decidi criar uma série de quadrilhas (inspiradas na poesia de Drummond), onde contei pequenas histórias da minha vida e envolvi quase todas as pessoas que pudessem contribuir com o livro”.

Induzidas pelo afeto, as cirandas deram tanto certo que foram além da sua rede pessoal. Com mais de 140 colaboradores, o autor atingiu 120% dos recursos necessários e contou com apoio de diversos cantos do Brasil – como Amazonas, Pará, Distrito Federal, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais – e até de outros países, como Estados Unidos, França, Espanha, Irlanda e Austrália.

Neste livro de estreia de Leonardo Beltrão, publicado pela Relicário Edições, todos os dez contos podem ser encarados como independentes e, ao mesmo tempo, relacionados entre si, compondo um caleidoscópio literário que, a cada giro, revela uma faceta diferente de uma mesma imagem. Tudo gira em torno do fim do amor reconhecido e do reconhecimento do fim do amor – que inclusive coincidem com um desejo profundo de autorreconhecimento, que acabou culminando na viagem e no próprio livro –, abrindo caminho, assim, para a transformação da perda em prenda – novo começo –, e o adeus virou realmente uma festa.

O evento de lançamento de A festa do adeus conta com o apoio cultural do Sesc e será realizado no Sesc Palladium. Na ocasião o público poderá, além de adquirir o livro com dedicatória, ter também acesso a pôsteres e marcadores de leitura, recompensas desenvolvidas especialmente para a campanha. Ainda em novembro, o autor fará um lançamento oficial também em Varginha.

Sobre o autor

Leonardo Beltrão é um insistente da cultura, romântico da culinária, viajante por opção. Nascido em Varginha e radicado em Belo Horizonte, ama especialmente Istambul e Berlim, assim como todas as santês – com éssi ou com zê. Desde 2004, trabalha como gestor cultural, tendo atuado junto a instituições como Museu Inhotim, Fundação Clóvis Salgado e Ministério da Cultura. 

Em 2013, decidiu dar uma pausa no trabalho e tentar levar a vida de um jeito mais leve. Colocou o pé na estrada e, por quase um ano, percorreu lugares na Ásia, África e Europa. A escrita deste A festa do adeus – seu primeiro livro – foi finalizada durante essas andanças pelo mundo, na companhia de diferentes sons, cheiros, cores e sabores.

Câmara Municipal de Varginha antecipa o pagamento do 13º

0 comentários

(29/10/2014) Em comemoração ao Dia do Servidor, que foi nesta terça-feira (28), a Câmara Municipal de Varginha antecipa o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário aos funcionários. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Leonardo Ciacci, essa é uma maneira de agradecer aos servidores pelo importante trabalho realizado à população de Varginha.

“De acordo com a legislação, o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário pode ser paga até o dia 30 de novembro. Nós antecipamos esse pagamento para hoje  como uma forma de homenagear os nossos servidores que durante todo o ano desempenham um papel fundamental para o bom funcionamento da nossa Câmara”, explicou o presidente.

Leonardo ainda reforçou que a iniciativa também beneficia a economia do Município. “Com esse pagamento antecipado, contribuímos para o fomento do comércio um pouco antes das festas de final de ano. Dando a oportunidade dos nossos servidores já começarem a fazer suas compras de Natal”, destaca.

Aproveitando a oportunidade, o presidente fez questão de parabenizar todos que trabalham no setor público. “Em Varginha somos referência em relação às repartições públicas e isso se deve muito ao trabalho desempenhado por nossos servidores. Quero aproveitar e parabenizar a todos que trabalham nas esferas Municipal, Estadual e Federal e reforçar que o trabalho de vocês contribui para o progresso de nosso Município. Parabéns a todos os servidores, especialmente os da Câmara Municipal com quem tenho orgulho de trabalhar todos os dias”, concluiu Leonardo Ciacci.

É importante lembrar que os vereadores de Varginha não recebem o 13º salário e também não são remunerados pelas reuniões extraordinárias.

Campanha Outubro Rosa mobiliza colaboradoras do Grupo Unis

0 comentários

(29/10/2014) Com o objetivo de promover esclarecimentos sobre a Campanha Outubro Rosa, foi realizado nos dias 23 e 24 de outubro a segunda edição do Workshop #somosmulheres. A ação mobilizou colaboradoras do Grupo Unis no Campus I da Instituição e na Cidade Universitária.

Durante os dois dias do evento, foram realizadas rodas de bate papo sobre a importância da conscientização para o combate ao câncer de mama e ainda sensibilização para cuidados com a saúde feminina, procedimentos estéticos e dinâmicas de relaxamento.

Os eventos contaram com a participação e parceria da coordenação do curso de Estética e Cosmética, Profa. Rosangela Zampero, do curso de Serviço Social, Profa. Maria Argenice e do curso de Enfermagem, com a presença da aluna Petrila Polidoro Guedes. Houve ainda a participação do Coach Atimukta que realizou um trabalho de autoconhecimento e reflexão. Entre as atividades, as colaboradoras e estagiárias do Grupo se confraternizaram em um café especial.

A iniciativa foi do setor de Gestão Estratégica de Pessoas do Grupo Unis.