Senac Móvel oferece oficinas de gastronomia em Varginha

0 comentários

(01/10/2014) A partir desta quarta-feira (01/10), Varginha contará com a presença da carreta do Senac Móvel - Turismo e Hospitalidade, em uma parceria com a Prefeitura de Varginha, através da Secretaria de Turismo e Comércio, e com apoio do Sindvar – Sindicato do Comércio Varejista de Varginha. 

As oficinas oferecidas serão todas gastronômicas e acontecerão do dia 01 e 24 de outubro, no Terminal Rodoviário, em frente à Secretaria de Turismo e Comércio.

Serão ministradas 36 oficinas de culinária,  divididas em 18 dias, sendo ministradas du-as por dia, uma das 14h às 17h e a outra das 18h30 às 21h30. Jamais esta carreta ofereceu tantas oficinas em um mesmo período numa mesma cidade.

O consultor de negócios do Senac Móvel, responsável pela negociação da vinda dessa carreta para Varginha, é o Niesley Lage Cruz, que afirmou ser um Recorde do Senac em relação à quantidade de oficinas oferecidas numa mesma cidade de uma só vez.

O Turismólogo da Secretaria de Turismo e Comércio, Felipe Fávaro Ribeiro, acredita ser uma conquista importantíssima para o município, já que estas oficinas qualificarão ainda mais os profissionais da área gastronômica, além de proporcionar grandes oportunidades de aprendizado e conhecimento a toda população.

Inscrições

Todas as oficinas serão gratuitas e os interessados poderão fazer as inscrições no local, se ainda houver vagas. O limite de vagas por oficinas é de 20 pessoas, e para a inscrição será obrigatória a apresentação do CPF e carteira de identidade.

Prefeitura inicia mudanças na iluminação pública nesta quarta

0 comentários

(01/10/2014) A  substituição de iluminação pública na cidade vai começar na pratica nessa quarta-feira, 1º de outubro, às  9h, na Avenida Oswaldo Valadão de Resende, no bairro Centenário, onde serão trocadas 438 pontos de iluminação, por lâmpadas de vapor de sódio. 

O projeto prevê a troca de 4.822 conjuntos de iluminação por braços, lâmpadas e luminárias mais eficientes, dotadas de lâmpadas de vapor de sódio, mediante investimentos custeados integralmente pelo município, no valor de R$ 2,9 milhões, correspondendo melhorias de um terço da iluminação de toda cidade.

Uma iniciativa que visa melhorar a qualidade de vida da população, proporcionando mais segurança, além de gerar uma economia substancial para o município.  Varginha possui atualmente cerca de 2.800 lâmpadas a vapor de mercúrio. 

“Todas estas lâmpadas serão substituídas por lâmpadas a vapor de sódio, que são menos prejudiciais ao meio ambiente e permitem uma iluminação melhor com menor gasto de energia. Isto representa, em média, uma redução de 25% na potência instalada, ao mesmo tempo em que garante uma luminosidade 69% maior”, afirmou o prefeito Antônio Silva.

Depois do no Centenário os trabalhos serão expandidos para os bairros Padre Vitor, Vila Murad e Bom Pastor, Santa Maria, Campos Elíseos, Ipiranga, Boa Vista e Bela Vista, Canaã, Vale dos Ipês, Industrial JK, Novo Horizonte e Rezende, Jardim Andere, Santana, Parque do Retiro, Vila Mendes, Jardim Petrópolis, Santa Maria, Vila Floresta, Centenário, Recanto da Barra, Salto, Iha do Sol,  Pinheiros São Geraldo, Vila Paiva, Bom Pastor, Campos Elíseos, Parque de Exposições e Centro.

Com a substituição destes equipamentos, os moradores de Varginha terão benefícios como aumento do fluxo luminoso e melhoria da qualidade da iluminação pública e, consequentemente, permitindo a redução de acidentes de trânsito e diminuição da criminalidade no período noturno, auxílio no tráfego de veículos e embelezamento noturno, valorizando fachadas de prédios e logradouros importantes para o município.

Aprovadas contas do último ano de mandato de Corujinha

0 comentários

(01/10/2014) O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – TCMG enviou à Câmara Municipal de Varginha parecer prévio sobre as contas da Prefeitura Municipal de Varginha referente ao ano de 2012. O órgão considerou as contas do último ano de governo do então prefeito Eduardo “Corujinha” aprovadas.

O parecer foi aprovado na Câmara Municipal, na sessão desta segunda-feira (29/9), em única votação. A providência seguinte será a baixa de um decreto legislativo aprovando as contas municipais de 2012. Este documento é que será enviado ao Tribunal de Contas.

A única ressalva foi uma abertura de crédito adicional sem os recursos disponíveis. No geral foi aprovado por unanimidade, na Segunda Câmara, no dia 18 de março de 2014, o voto do relator, conselheiro Cláudio Couto Terrão. Votaram os conselheiros, Mauri Torres e Gilberto Diniz. Presente ainda à sessão a procuradora, Elke Andrade Soares. O Diário Oficial do Estado publicou a ementa no dia 5 de maio.

O relatório prévio do TCMG considerou que a execução orçamentária não ultrapassou os limites de créditos concedidos. Todos foram precedidos por leis autorizativas aprovadas pela Câmara Municipal de Varginha.

Como tem acontecido nos últimos anos, também em 2012 o repasse à Câmara Municipal foi inferior ao permitido pela Constituição Federal. Os vereadores receberam 4,17% do total das receitas, quando o limite é de 6%.

Quanto à Educação, a prefeitura em 2012 gastou o equivalente a 26,49%. Este índice é um pouco superior aos 25% como previsto na Constituição.

Os conselheiros apuraram que na Saúde foi aplicado 30,76%, um índice bem superior aos 15% previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Também os gastos com pessoal ficaram um pouco abaixo dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O governo do prefeito Eduardo Carvalho gastou em 2012 um total de 46,51%  da receita. Nesse percentual constam os repasses feitos á Câmara Municipal.

Créditos sem recursos disponíveisO TCMG constatou uma abertura de crédito, no valor de R$ 1.480.747,19 sem recursos disponíveis. Na defesa, o Executivo Municipal de Varginha alegou que a fonte de recursos havia sido erroneamente indicada no Decreto 5.887/2012, e que o valor do crédito aberto não havia sido utilizado.

A Unidade Técnica do Tribunal constatou a procedência das informações prestadas pela Prefeitura de Varginha quanto ao Decreto 5.923/2012, cujo valor foi de R$ 102.630,93. E sanou o que eles consideraram irregularidades, no valor de R$ 170.398,00.

Entretanto, o Órgão Técnico manteve a irregularidade referente à abertura de créditos sem recursos disponíveis no valor de R$ 1.309.319,19 quanto ao Decreto 5.887. Os técnicos avaliaram que a Prefeitura de Varginha não informou a fonte de recursos correta para a abertura dos créditos.

O relator constatou que o valor do Decreto 5.887 não foi utilizado pelo prefeito em 2012. E fez uma recomendação ao final de seu voto para que nas gestões posteriores só se proceda a abertura e utilização de créditos identificando adequadamente a fonte de recursos a serem utilizadas.

Formulário de justificativa eleitoral já está disponível para o eleitor

0 comentários

(01/10/2014) Já está disponível, na página do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, o formulário (formato pdf) de justificativa para as Eleições 2014. Esse formulário também pode ser obtido em qualquer um dos 351 cartórios eleitorais do Estado.

Os formulários de justificativa devem ser entregues, pelo próprio eleitor, durante o período de votação, ou seja, das 8h às 17h, no dia do pleito – 5 de outubro e 26 de outubro, se houver segundo turno - em qualquer seção eleitoral ou posto de justificativa fora do seu domicílio eleitoral (cidade onde vota).

Para se justificar, basta que o eleitor saiba o número de seu título e que, munido de um documento oficial de identificação com foto, entregue o formulário preenchido corretamente. É importante que o formulário seja preenchido com atenção, já que, se os dados estiverem incorretos ou não possibilitarem a identificação do eleitor, a justificativa não será considerada válida.

Caso o eleitor não justifique no dia das eleições, ele tem o prazo de 60 dias após o dia da votação para fazê-lo. Nesse caso, o requerimento de justificativa (formato pdf) é outro, e também está disponível no site do TRE-MG. Para justificar, o eleitor pode ir, pessoalmente, em qualquer cartório eleitoral e solicitar sua regularização ou enviar o formulário preenchido via postal. 

Em qualquer hipótese, o requerimento de justificativa deve estar acompanhado de documentos que justifiquem a ausência. O prazo final para fazer a justificativa para quem deixar de votar no primeiro turno (5/10) é o dia 4 de dezembro, e para quem não votar no segundo turno (26/10) é o dia 26 de dezembro.

Os eleitores que estiverem fora do município onde votam devem ficar atentos às informações sobre os procedimentos de justificativa, já que não existe mais a justificativa nos Correios.

O eleitor que não votar ou não justificar a sua ausência sofre algumas consequências, definidas pela legislação eleitoral. Dentre elas, a impossibilidade de obter passaporte e de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

Mutirão da Limpeza chega aos bairros Sagrado Coração e Alto da Figueira

0 comentários

(01/10/2014) Nesta quarta-feira, 01 de outubro, a partir das 7h30, o Mutirão da Limpeza percorrerá as ruas dos bairros Sagrado Coração I, II e III e Alto da Figueira I e II, levando informações sobre o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue.

Para que tudo dê certo os organizadores do evento pedem  aos moradores dos referidos bairros que retirem de suas casas, deixando nas calçadas, todos os materiais inservíveis, como móveis velhos, pneus, objetos que retém água, dentre outros, que serão recolhidos pelos caminhões da Limpeza Urbana, da Secretaria de Obras, da Secretaria de Agricultura e da Secretaria do Meio Ambiente.

A panfletagem orientativa nos bairros Sagrado Coração I, II e III e Alto da Figueira I e II será feita pelos agentes de combate à dengue.

Lembrando que denúncias referentes a focos de dengue na cidade podem ser feitas pelo e-mail: dengue denuncias@varginha. mg.gov.br.

Presidente da Aciv recebe prêmio em Alfenas

0 comentários

(01/10/2014) O Presidente da Associação Comercial de Varginha (Aciv), Aloysio Ribeiro de Almeida, recebeu na última sexta-feira (26/9) o Prêmio Empreendedor Ozires Silva 2014. Representando a Aciv, também estava presente no evento a Gerente Comercial, Vanessa Marcondes.

O evento que está em sua 4ª edição tem como objetivo reconhecer, identificar, estimular e integrar 70 empreendedores Brasileiros.

 Aloysio recebeu o prêmio na categoria Associativismo. As outras modalidades premiadas foram: Indústria, Comércio, Agronegócio, Educação, Saúde, Transportes, Social, Governamental, ONGs, Cooperativismo, Científico, Responsabilidade Social e Cívico.

Nome do prêmio

O prêmio leva o nome de um dos maiores empreendedores brasileiros de todos os tempos, Ozires Silva, fundador da Embraer, que está entre as mais importantes empresas aeroespaciais do mundo, sendo referência na fabricação de aeronaves.

A entrega do prêmio aconteceu na sede Alfenas Tênis Clube, onde também foi realizada a palestra Liderança e Ética, ministrada pelo próprio Ozires Silva.

Câmara da Mulher Empreendedora

A presidente da Câmara da Mulher Empreendedora de Varginha, Andréia Mendonça, também foi premiada na categoria Associativismo.

Representando a Câmara também estiveram presentes no evento Kelly Silva Maia, vice-presidente, e Cida Silva, secretária.

Bancários de Varginha podem entrar em greve nesta terça

0 comentários

(30/09/2014) Os bancários de Varginha poderão entrar em greve hoje, terça-feira (30/9). A assembleia da categoria realizada na terça-feira (23), e a nacional, realizada na quinta-feira (25). Ontem, reuniões aconteceram em todo o país para organizar a greve. Os empregados não aceitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos – Fenaban.

As instituições financeiras elevaram o reajuste de 7% a 7,35% para os salários, enquanto o aumento no piso da categoria foi de 7,5% para 8%. No entanto, os novos índices foram considerados insuficientes pelos bancários em reunião realizada em São Paulo.

A proposta dos bancários é de reajuste de 12,5%, participação nos lucros de três salários mais uma parcela fixa de R$ 6.247,00. Além disso, pedem melhores condições de trabalho, o fim do assédio moral e das metas abusivas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Varginha e Região – Seeb, Fábio Massote Chaves, a vida de bancário não é como se imagina. E a prova são inúmeros estressados.

Como exemplo, as metas. Massote explica que desde os caixas até os gerentes, esses funcionários têm de, além de atender os clientes num prazo reduzido, também vender produtos do banco, como títulos de capitalização. A solução para muitos é oferecer para parentes, amigos e outros. No mês seguinte, a meta aumenta.

Além de Varginha, o Seeb atende também bancários de Alfenas, Alpinópolis, Alterosa, Areado, Boa Esperança, Bom Sucesso, Camacho, Cambuquira, Campanha, Campo Belo, Campo do Meio, Campos Gerais, Cana Verde, Candeias, Capitólio, Careaçu, Carmo da Cachoeira, Carmo do Rio Claro, Carmópolis de Minas, Carrancas, Carvalhópolis, Conceição da Aparecida, Conceição das Pedras, Conceição do Rio Verde, Congonhal, Coqueiral, Cordislândia, Cristais, Delfinópolis, Elói Mendes, Fama, Guapé, Heliodora, Ilicínea, Itaguara, Itatiaiuçu, Jesuânia, Lambari, Lavras, Luminárias, Machado, Monsenhor Paulo, Natércia, Nepomuceno, Oliveira, Paraguaçu, Passa Tempo, Passos, Perdões, Pimenta, Piumhi, Poço Fundo, Pouso Alegre, Ribeirão Vermelho, Santana da Vargem, Santana do Jacaré, Santo Antônio do Amparo, São Bento Abade, São Gonçalo do Sapucaí, São João da Mata, São José da Barra, São Roque de Minas, São Tomé das Letras, Serrania, Silvianópolis, Soledade de Minas, Três Corações, Três Pontas e Turvolândia.

Os estados em que sindicatos decidiram aderir à greve na última quinta-feira foram, além do Distrito Federal: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pará, Roraima, Acre, Sergipe, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia.

Em 2013
Os trabalhadores do setor promoveram uma greve de 23 dias no ano passado, que foi encerrada após os bancos oferecerem reajuste de 8%, com ganho real de 1,82%. A duração da greve na época fez a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) pedir um acordo para o fim da paralisação, temendo perdas de até 30% nas vendas do varejo do início de outubro.

Candidatos à Presidência visitam Varginha na reta final de campanha

0 comentários

(30/09/2014) Dois dos principais candidatos à Presidência da República estiveram em Varginha no final da última semana. Marina Silva, do PSB, passou pela cidade na sexta-feira (26). Já o candidato Aécio Neves, do PSDB, esteve em Varginha um dia depois, no sábado (27). Os candidatos, segundo e terceiro colocados nas principais pesquisas eleitorais, respectivamente, disputam uma vaga no segundo turno com Dilma Rousseff, do PT.

Marina Silva
A ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse durante visita ao reservatório da Hidrelétrica de Furnas, em Varginha, que proteção ambiental e desenvolvimento não são “inimigos”. Constatando que a estiagem deste ano fez com que o nível da barragem caísse mais de 10 metros – o mais baixo dos últimos 13 anos –, a presidenciável defendeu que meio ambiente e progresso “devem andar juntos”.

A candidata visitou um hotel na cidade e se encontrou com representantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Verde. Além do turismo e da piscicultura, a queda no nível do reservatório também prejudica a geração de energia por parte da Hidrelétrica de Furnas.

Em meio à visita à barragem, Marina ponderou que os recursos pagos aos municípios que abrigam as hidrelétricas para compensações ambientais, os chamados royalties, deveriam ser investidos na recuperação das próprias bacias hidrográficas. Ela disse que, por falta de investimentos, o país está há 12 anos sob ameaça de um apagão.

“Os recursos arrecadados nas bacias devem ser usados para recuperar as próprias bacias. O Brasil enfrenta uma ameaça de apagão desde 2002 por falta de planejamento. Como Ministra de Meio Ambiente incentivou os comitês, fortalecendo. Meio Ambiente e desenvolvimento não são inimigos”, ressaltou a candidata do PSB.

Durante discurso aos correligionários, Marina Silva disse que pretende investir nas bacias hidrográficas para que situações como a da estiagem deste ano possam ser amenizadas. Marina Silva também prometeu, se eleita, investir em fontes de energias renováveis.

“A nossa preocupação é ter uma matriz energética brasileira limpa, diversificada e segura, combinando várias fontes de energia. É possível investir no potencial de energia solar, eólica e biomassa, combinando as fontes de energia. Nós vamos dar continuidade a projetos que provem sua viabilidade econômico, social e ambiental”, disse a candidata.

Após o encontro, Marina Silva seguiu para um ato público na Associação Operária de Varginha.

Aécio NevesO candidato tucano Aécio Neves se reuniu na tarde deste sábado (27/09) com cafeicultores em Varginha. O candidato assumiu o compromisso de criar uma política nacional para o café. “O Brasil não tem uma política séria de médio e longo prazo para o café. Eu mesmo conduzirei isso como presidente da República.”

Segundo Aécio, com uma política direcionada ao setor cafeeiro será possível atrair investimentos para a industrialização, o que implicará agregar valor ao café produzido no país.

“Não existe nenhuma outra cultura cuja importância econômica possa se equivaler à importância social como o café. Costuma-se dizer aqui que café no pé é sapato no pé, exatamente porque, se o café vai bem, as pessoas vão bem”, comparou ele.

Aécio afirmou que reativará o “sucateado e desprezado Conselho Deliberativo da Política do Café”, que passará a ter voz ativa no estabelecimento de diretrizes para a cafeicultura, na definição de questões como preço mínimo e crédito.

O candidato à Presidência lembrou que é o único, na disputa presidencial, a apresentar uma proposta concreta para o setor. “Nenhuma das outras candidaturas sequer tem noção da importância econômica e social do café, e não é apenas para Minas”, afirmou.

“O meu compromisso, em parceria com o Estado, que já tem aqui um Fundo Estadual do Café, é criar condições de crédito, de segurança para a produção e, sobretudo, na ampliação dos novos mercados para o café”, ressaltou Aécio. “Nós não podemos assistir passivamente a Alemanha ser o país que mais comercializa café no mundo sem ter lá um pé de café plantado.”

O candidato recebeu de Breno Mesquita, representante da Confederação Nacional da Agricultura, um documento com reivindicações do setor, e afirmou que irá se empenhar para atendê-las. Em nome dos cafeicultores, Arquimedes Coli lamentou a falta de uma política para o setor, o que teria provocado um prejuízo de R$ 5 bilhões no período de 2012 a 2013. “O governo do PT não liga para o café.”